Rua Felipe Neri, 353
Auxiliadora - Porto Alegre
+55 51 3022 2600

Rua Girassol, 796/sala 10
Vila Madalena - São Paulo
+55 11 4301 9493

8484 Wilshire Blvd. #515
Beverly Hills, CA 90211
+1 323 648 5231

Cinema desde o princípio sempre foi imagem em movimento e som. Mesmo ainda quando imagem e som não conseguiam dividir o mesmo suporte físico, músicos já executavam músicas ao vivo acompanhando as imagens que eram projetadas nas primeiras salas de cinema. Desde então a música para cinema evoluiu, mas sempre vivendo às sombras das histórias que ajudava a contar. Os maiores filmes da história são lembrados pelo enredo, diretores e atores. A trilha sonora do filme nunca ganhou o mesmo status. Mas como para toda regra, sempre existem as excessões. Talvez você possa se lembrar de trilhas clássicas como Saturday Night Fever como um dos casos em que a trilha sonora é tão conhecida quanto o filme, mas nada se compara ao movimento cinematográfico conhecido como Blaxpoitation.Blaxpoitation foi um movimento cinematográfico marcado pela inclusão do negro americano na cadeia produtiva do audiovisual. Enquanto para alguns o pretexto era valorizar a comunidade afro americana, muitos encaram o movimento Blaxpoitantion como uma exploração econômica da cultura negra. Essa discussão dá muito pano pra manga e não é esse o tema desse texto. ‍‍‍‍‍‍

Escambo" é o título do álbum que será lançado pela Loop Discos e foi gravado no Estudio IAPI (Hammond e alguns pianos no Estudio do Arco) e mixado no estudio M‍‍‍Ubemol por Gilberto Ribeiro. Acompanhando Edu nas gravações está um time de músicos que poderiam muito bem formar o RS All Stars: Ronie Martinez, Alexandre Papel Loureiro, Diego Silveira, Cristiano Bertolucci, Gabriel Guedes, Daniel Mossman, Mauricio Nader, Leonardo Boff, Murilo Moura, Luciano Leães, Vicente Guedes, Felipe Santos, Diego Stolfo, Tonho Crocco, Julio Rizzo, Ronaldo Pereira, Alexandre Ferreira, Bruno Nascimento, Joca Martins, Rodrigo Siervo, Mateus Mapa e Julio Porto. O primeiro single do trabalho é "Na Linha Reta"

Cinema desde o princípio sempre foi imagem em movimento e som. Mesmo ainda quando imagem e som não conseguiam dividir o mesmo suporte físico, músicos já executavam músicas ao vivo acompanhando as imagens que eram projetadas nas primeiras salas de cinema. Desde então a música para cinema evoluiu, mas sempre vivendo às sombras das histórias que ajudava a contar. Os maiores filmes da história são lembrados pelo enredo, diretores e atores. A trilha sonora do filme nunca ganhou o mesmo status. Mas como para toda regra, sempre existem as excessões. Talvez você possa se lembrar de trilhas clássicas como Saturday Night Fever como um dos casos em que a trilha sonora é tão conheci‍‍‍da quanto o filme, mas nada se compara ao movimento cinematográfico conhecido como Blaxpoitation. Blaxpoitation foi um movimento cinematográfico marcado pela inclusão do negro americano na cadeia produtiva do audiovisual. Enquanto para alguns o pretexto era valorizar a comunidade afro americana, muitos encaram o movimento Blaxpoitantion como uma exploração econômica da cultura negra. Essa discussão dá muito pano pra manga e não é esse o tema desse texto. O que podemos afirmar é que a Blaxpoitation deixou um legado de trilhas sonoras maravilhosas que são muito mais legais do que os próprios filmes que elas estavam inseridas. Por isso lembramos de Superfly como um disco de Curtis Mayfield e não como um filme. Lembramos de Trouble Man como um disco de Marvin Gaye e não como um fime. O mesmo vale para Together Brothers de Berry White, Black Caesar de James Brown, Shaft de Isaac Hayes e muitos outros. São justamente esses os discos que acompanharam Edu Meirelles ao longo de sua vida. Edu Meirelles é um dos principais instrumentistas da cena gaúcha. Com seu baixo ele já dividiu estúdios e palcos com os principais nomes da música no estado como Acústicos e Valvulados, Pata de Elefante, Mutuca, Bebeto Garcia, Gustavo Telles e os Escolhidos e Fernando Noranho e Black Soul. Fora do estado e do país, Edu também já tocou com nomes importantes do blues como Eddie C. Campbel (Chicago), Larry McCray (Arkansas), Dave Riley (Detroit) e Tia Carrol (California) entre outros. Como instrumentista a carreira de Edu Meirelles sempre esteve fortemente conectado ao rock e blues. Mas o groove das trilhas da Blaxpoitation nunca saíram da cabeça do músico. Quando chegou a hora de gravar seu primeiro trabalho autoral foi nessa fonte que o artista foi buscar suas referências."A descoberta de uma possibilidade de fazer música que me aproximasse das minhas raízes( mesmo que tão longínquas), foi o maior incentivo para começar a pensar no disco. O conceito do trabalho surgiu a partir da vontade de fazer um disco com as coisas que eu sempre gostei de ouvir, coisas que me influenciaram a vida toda. A partir daí as composições começaram a vir a tona de forma natural, era uma coisa que já estava intrinsica em mim. Comecei a criar os temas em cima de cenas de filmes que eu havia assistido, cenas que eu inventava na cabeça, um personagem ou até mesmo uma situção que vivi ou testemunhei.”, comenta Edu."Escambo" é o título do álbum que será lançado pela Loop Discos e foi gravado no Estudio IAPI (Hammond e alguns pianos no Estudio do Arco) e mixado no estudio MUbemol por Gilberto Ribeiro. Acompanhando Edu nas gravações está um time de músicos que poderiam muito bem formar o RS All Stars: Ronie Martinez, Alexandre Papel Loureiro, Diego Silveira, Cristiano Bertolucci, Gabriel Guedes, Daniel Mossman, Mauricio Nader, Leonardo Boff, Murilo Moura, Luciano Leães, Vicente Guedes, Felipe Santos, Diego Stolfo, Tonho Crocco, Julio Rizzo, Ronaldo Pereira, Alexandre Ferreira, Bruno Nascimento, Joca Martins, Rodrigo Siervo, Mateus Mapa e Julio Porto. O primeiro single do trabalho é "Na Linha Reta" e estará disponível em todas as plataformas a partir do dia 22/08. Na sequência, dia 22/09 sai o álbum. Já o show de lançamento será dia 12/10 no Ocidente.Junto do lançamento digital, “Escambo" também ganhará versão física através de CD. Mas não é exatamente um CD padrão… Junto com a Loop Discos, Edu Meirelles lançará a campanha #ESCAMBODOEDU, que surgiu da vontade de reutilizar caixas acrílicas de CD abandonadas e transformá-las em um produto novamente. Edu está arrecadando essas caixinhas de CD que serão utilizadas como o revestimento do seu novo álbum dando vida nova para os CDs esquecidos nas estantes dos seus fãs.Nas palavras de Gustavo Telles, “Escambo tem uma concepção muito bem definida e é surpreendente!”. Com um groove sólido e esbanjando classe nos arranjos, Escambo é um disco fundamental. Seja para os amantes do funk clássico americano da década de 70 que buscam artistas contemporâneos que trabalham para preservar e levar adiante o estilo ou para os que buscam músicas com energia e swing para colocar nos seus playlists dançantes, Escambo é o disco perfeito.

Rua Felipe Neri, 353
Auxiliadora - Porto Alegre
+55 51 3022 2600

Rua Girassol, 796/sala 10
Vila Madalena - São Paulo
+55 11 4301 9493

8484 Wilshire Blvd. #515
Beverly Hills, CA 90211
+1 323 648 5231

compre aqui‍‍‍‍‍‍