loop discos branco

Pâmela, é uma mulher que atua, canta, compõe, toca cavaquinho e percussão. 'Veneno do Café' é o EP de estréia da porto-alegrense. Artivista destacada por suas canções autorais que abordam o feminino, em um gênero tão masculino, o amor, as lutas insurgentes e a ancestralidade negra diaspórica, colocando a mulher negra como sujeito de sua própria história. Uma jovem artista múltipla, cuja trajetória está dedicada à música, ao teatro e à negritude.

A música que dá nome ao EP responde ao cancioneiro popular brasileiro em que a mulher, em especial a  negra ou "a nega", é descrita de forma estereotipada, objetificada,  pejorativa e servil.Em toda a sua trajetória na música, buscando criar um lugar possível  para mulheres musicistas,  integrou variados projetos artísticos de protagonismo feminino, como os grupos Tamanco no Samba, Choro das Gurias e Três Marias. Com este último encontra-se em fase de pós produção do disco Não Se Cala, o primeiro do grupo.

Seu primeiro EP leva o título de Veneno do Café e foi lançado pela Loop Discos em parceria com a Tudo É Gestão.

Pâmela Amaro

Sub heading